9 aeroportos incrivelmente perigosos

aeroportos perigosas

Quando decidimos embarcar em um avião para viajar para outro país ou mesmo para se deslocar entre cidades, nós as vezes pensamos que alguns deles tem os piores serviços possíveis. Para começar, dizemos que há muitos vôos atrasados, pouca comodidade ou as pistas não parecem estar em boas condições.

Por isso, nós encorajamos você a ver a situação de alguns dos lugares mais perigosos do mundo para que possa compará-los com aqueles que você conhece e dizer o que acha. No final, cremos que vai acabar pensando que eles são extremamente confiáveis.




1. Aeroporto de Lukla, Nepal

Se você decidiu fazer excursão ao Everest, saiba que o avião deve pousar em um pequeno aeroporto. Mas não é só o fato dele ser pequeno, mas por estar situado em uma montanha e não ter nenhuma iluminação disponível devido à altura em que ele está localizado. Para “melhorar”, não existe qualquer controlador de tráfego aéreo, que possa ajudar o piloto a pousar. O próprio piloto tem que pousar e levantar voo sozinho.

Aeroporto de Lukla, Nepal




2. Aeroporto Internacional de Courchevel, França

Esta construção é um pequeno aeroporto, utilizado por esquiadores que querem passar algum tempo nas pistas de Courchevel, nos Alpes franceses. O impressionante sobre este aeroporto não é o fato de, como o anterior, estar localizado acima das montanhas, mas sim, que sua área de aterrizagem tem apenas 525 metros de comprimento. É, portanto, impossível pousar lá exceto para aeronaves de pequeno porte, tais como jatinhos privados ou similares.

Aeroporto Internacional de Courchevel, França




3. Aeroporto Internacional de Toncontin, Honduras

No caso deste aeroporto, apesar de estar localizado entre as montanhas, não está no topo, como os anteriores. O problema é precisamente as montanhas que ficam nos arredores, pois elas forçam os pilotos a fazer uma curva de 90 graus e, em seguida, fazer um movimento de descida muito rápido para pousar.

E os problemas não param por ai, pois só há uma pista de entrada e uma de saída para os aviões, o que aumenta o risco dramaticamente. É por isso que a decisão de construir uma pista de pouso alternativa foi tomada devido a um acidente em 2008.




4. Aeroporto Internacional Princess Juliana, St. Martin

Aeroporto Internacional Princess Juliana, St. Martin

O principal problema que temos neste caso é que o aeroporto está localizado em uma ilha e o ele tem as dimensões mínimas para uma pista de aterrizagem. Por ter uma pista de uma distância extremamente curta e ser próximo demais das praias do local, é comum ver aviões sobrevoando a muito menos de 2 mil metros de altitude, perigosamente próximos dos banhistas. Apesar de receber até Boeings 747, nenhum acidente grave foi registrado no local, até o momento.




5. Aeroporto de Paro, Butão

Butão é um dos menores e menos populosos países do mundo e está localizado no meio do Himalaia. Têm pouca terra e está no meio de uma cordilheira, isso forçou a criação de um aeroporto no meio de elevações complexas.

É muito difícil de aterrizar nesta pista, uma vez que ela tem obstáculos de 5.480 metros de altura que obrigam o piloto a executar manobras complicadas na descida, deixando muito pouco tempo para operar caso haja problemas de visibilidade.

Aeroporto de Paro, Butão




6. O Aeroporto de Gibraltar

Este aeroporto está localizado na colônia que o Reino Unido tem no território espanhol. Há uma disputa eterna sobre a soberania deste local, isso faz com que seja quase impossível desfrutar dos privilégios do território, então eles tiveram que inventar um mecanismo para reutilizar o pequeno terreno.

Eles usaram a estrada da entrada principal da cidade como parte da pista de aterrizagem. Para isso, eles param o tráfego quando um avião precisar descer no aeroporto. Portanto, é importante que a manobra seja rápida, uma vez que um engarrafamento pode acontecer.

Aeroporto de Gibraltar




7. Estação McMurdo, Antarctica

Claramente, poucas pessoas querem tirar férias na região mais remota da Antártida. A verdade é que a função desde aeroporto é científica, pois há muitos projetos de pesquisa acontecendo lá. É por isso que não há um forte investimento neste local.

O problema surge quando alguém tenta pousar em uma região coberta pela neve permanente, perdendo as referência da pista, tendo que pousar quase que por intuição.

Estação McMurdo Air, Antarctica




8. Aeroporto da Madeira, Portugal

Este aeroporto está localizado na ilha da Madeira, em território português. O principal problema que encontramos para pousar são as altas velocidades do vento na região, que atingem a aeronave, tornando a manobra complicada. Ainda, é preciso acrescentar que uma parte da pista foi construída sobre colunas de um viaduto improvisado sobre o mar, sendo que por baixo há uma estrada para carros. Embora seja projetado para resistir a um acidente, o fato é que o risco é muito elevado.

Aeroporto da Madeira, Portugal




9. Aeroporto Narsarsuaq, Groenlândia

Este aeroporto na Groenlândia é um dos mais difíceis de manobrar devido às condições meteorológicas adversas. Em primeiro lugar, podemos encontrar neve espessa que impede a visão correta da pista, fazendo a aterrizagem se tornar muito complicada e podendo causar um acidente. Mas, para piorar as coisas, também corre o risco ocorrer uma das muitas erupções vulcânicas que acontecem na ilha, devido a uma montanha com forte atividade na área.

Aeropuerto Narsarsuaq, Groenlandia

Caro leitor, a partir de agora, esperamos que você olhe com mais carinho os aeroportos pelos quais você passa.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/aeroportos-perigosos/index.html //-->