Saiba como escolher as melhores ações para a aposentadoria em 4 etapas

Você pode ter na cabeça aquela velha ideia de “comprar na alta e vender na baixa” e está tudo bem com isso. Porém, quando a gente fala em ações para a aposentadoria, a conversa muda de tom, não é mesmo? Logo, esse é o nosso foco de hoje, continue lendo e saiba tudo.

Agora, se você está esperando que a gente liste aqui as ações da Klabin, ações do Itaú, ações da Petrobras ou qualquer outra, não. Não é isso que vamos fazer porque o nosso papel não é ser um gestor que recomenda ativos – para isso, temos as corretoras e analistas.

Por outro lado, se você quer saber como pode estudar a compra de uma ação na bolsa de valores, então, ótimo. Com certeza, esse artigo foi feito pensando em você. A ideia é justamente essa, a de responder à pergunta sobre: como saber se uma ação vale a pena?

O que o investidor precisa ter

Antes de falarmos sobre o que você deve avaliar para escolher boas ações para a aposentadoria, considere que você, enquanto investidor, precisa considerar os seus objetivos financeiros também.

Assim sendo, estamos falando de aposentadoria, o que nos leva a pensar no longo prazo. Portanto, uma característica imprescindível que se deve ter é a paciência. Obviamente, a falta dela é um grande empecilho para quem quer ganhar dinheiro na bolsa.

ANÚNCIO

Ainda mais no longo prazo. Mas, é justamente por isso que você deve analisar uma empresa não pensando apenas no hoje, mas sim no futuro, como vamos falar nos próximos tópicos.

Inclusive, outra característica importante que o investidor deve ter é sobre a disciplina. Logo, comprar uma ação é fácil, mas fazer isso corretamente é que é complicado. A bolsa não é aposta, ok? É preciso estudo para conseguir os melhores resultados. Saiba disso.

A bolsa é para mim?

E para fechar essa introdução, comece por se perguntar se a bolsa de valores é para você. Isso porque ela não é como a poupança, que te dá garantias de retorno. Por outro lado, na bolsa dá para ganhar mais dinheiro também.

Então, use uma balança para pesar isso. E, além do mais, jamais invista tudo o que tem em ações. Na verdade, a recomendação para quem está começando é que se use apenas uma pequena porcentagem de todo patrimônio investido para ações da bolsa.

Como escolher as melhores ações

É claro que ao ler as dicas abaixo você vai pensar que essas são informações que valem para todo tipo de compra de ação na bolsa de valores. E isso é verdade. Mas, quando a gente fala em longo prazo, na aposentadoria, isso se torna ainda mais viável e faz todo sentido.

Etapa 1 – REPUTAÇÃO

A primeira etapa é você analisar que qualquer uma das ações para a aposentadoria deve ser de empresas com boas reputações. Logo, isso tem a ver com acionistas, controladores e gestores. Você precisa ver se a empresa não está relacionada a escândalos, por exemplo.

Fora isso, tem que pensar em programas, nomes ou siglas que podem dificultar a venda de uma ação ou desvalorizar o preço-alvo dela, como Lava-Jato e outros. No fim das contas, analise a reputação com base na estratégia de crescimento dela. Há planos?

Etapa 2 – RESULTADOS

A próxima etapa tem a ver com os históricos dos resultados e também a distribuição de dividendos. Nesse caso, faça a análise de fundamentos das empresas que você quer se tornar sócio. E mais: identifique aquelas que possuem potencial para os próximos 10 anos.

Isso tem a ver com receitas, lucros, dividendos e indicadores. Assim como pagamentos, resultados futuros, probabilidades, etc. A ideia é simples: os resultados passados elevam as chances de os resultados futuros serem parecidos.

Etapa 3 – LIQUIDEZ

A liquidez deve ser alta no mercado acionário. Portanto, se você está estudando comprar as ações para a aposentadoria tem que considerar isso também – mesmo que pareça ser meio contraditório no começo.

O fato é que empresas pouco negociadas na bolsa podem ter preços voláteis demais. Assim sendo, a dica é identificar uma lista das empresas mais negociadas da bolsa e começar por aí. O índice Bovespa faz isso e o Small Cap também.

Etapa 4 – PREÇO

E como não poderia ser diferente, a última etapa é sobre analisar o preço do ativo que você vai comprar na bolsa pensando lá na frente. Obviamente, acompanhar os dividendos é ótimo. Porém, considerar os preços é algo crucial para comprar barato, se é que podemos falar assim.

ações para a aposentadoria

Então, a verdade é que não é fácil encontrar boas empresas baratas hoje em dia. mas, dá para considerar os dividendos como atrativos. Atualmente, há ferramentas que precificam as ações fazendo a conta com os dividendos. Talvez, a sua corretora possa te ajudar com isso.

Dica bônus – considere o setor de atuação da empresa também

Para terminar o conteúdo, uma última dica, que até poderia ser uma etapa é sobre você analisar o setor de atuação de tal companhia que você quer comprar. Obviamente, a ideia é simples: quanto mais essencial for esse serviço, mais importante ele se torna.

Geralmente, os setores de produtos e serviços são ótimos. Assim como de energia elétrica e até mesmo bancos. Mas, isso não quer dizer que você deva sair por aí correndo comprando ações do Itaú, está bem?

Pense em algo mais perene, isto é, duradouro. Por exemplo, os serviços financeiros não vão deixar de existir. Por outro lado, há uma revolução tecnológica nesse assunto. Então, comece e ver quais empresas estão investindo mais nisso e o quanto estão preparadas.

ANÚNCIO