A verdade sobre cabelos e unhas continuarem crescendo após a morte

ANÚNCIO

No mundo de hoje, muitos conceitos errôneos foram perpetuados – tornando-se “fatos” modernos – quando, na realidade, mitos e boatos foram retomados.

Hoje: Crescimento post-mortem de cabelos e unhas

ANÚNCIO

REFLEXÃO DE FOLÍCULOS

Todo mundo se pergunta o que acontece com eles quando morrem e, embora gostemos de ignorar as partes mais horríveis da putrefação, há muito tempo que há boatos de que seus cabelos e unhas continuam a crescer após a morte. Os relatos dessa lenda urbana já existiam em 1929, quando o escritor Erich Remarque descreveu o processo:

“Parece-me que essas unhas continuarão a crescer como adegas fantásticas e magras, muito tempo depois que Kemmerich não respira mais. Eu vejo a foto diante de mim. Eles se enrolam em saca-rolhas, crescem e crescem, e com eles os cabelos do crânio em decomposição, como a grama em um bom solo, como a grama, como isso é possível? ”- de All Quiet on the Western Front

Nails Grow After Death

ANÚNCIO

Quando alguém morre, seu corpo para de fornecer oxigênio para as células do corpo. Sem oxigênio, seu corpo para de produzir glicose, que é o “alimento” das células. É daí que parte da pseudo-ciência desse mito. As pessoas sabem que unhas e cabelos são feitos de tecido morto e que, após a morte, há um excesso de material.

Embora seja verdade que seus cabelos e unhas são compostos de queratina sem vida, o processo para produzi-los requer atividade da matriz germinativa, que produz a queratina. Sem vida, a matriz não pode mais produzir unhas. O mesmo vale para cabelos, que também são feitos de queratina não viva e são produzidos por uma matriz viva.

fingernail diagram

A matriz requer sangue para produzir a queratina.

Dito isto, há algum espaço para tecnicidade aqui. Depois que a atividade cerebral cessa – e uma pessoa é declarada morta – pode levar alguns minutos para o restante das células do corpo morrer. As células nervosas morrem mais rapidamente – em apenas 7 minutos -, mas outros processos celulares continuam.

Se você tomar o crescimento médio de unhas e cabelos de uma pessoa em um dia, cerca de 0,1 milímetros para unhas e 0,5 milímetros para cabelos, ajuste-o para a velhice – o crescimento de cabelos e unhas diminui com a idade – você pode imaginar que os cabelos e unhas de uma pessoa falecida cresce cerca de 3 micrômetros. Para referência, um único cabelo humano tem geralmente 100 micrômetros de espessura.

nosferatu

O MITO

Então, se sabemos que cabelos e unhas não podem crescer sem estruturas vivas para produzi-los, por que as pessoas pensam que crescem? Enquanto suas células morrem e o processo de decomposição começa, uma das primeiras coisas que começa a acontecer é a desidratação.

Sem a capacidade de manter a manutenção do tecido, a água evapora do seu corpo, secando a pele. À medida que seu corpo seca, ele diminui, tudo exceto a proteína de queratina que já estava seca. Então, em vez de as unhas crescerem, a pele dos dedos está puxando para dentro, deixando mais unhas duras expostas. O mesmo vale para o seu cabelo.

Os agentes funerários às vezes precisam aplicar grandes quantidades de creme hidratante no corpo humano para evitar que isso se torne óbvio mesmo alguns dias após a morte. Homens com barba, exigem muita umidade para manter o encolhimento no mínimo.

Tendo isso em mente, é fácil imaginar comunidades antigas e isoladas abrindo sepulturas recentemente cavadas para ver rostos encolhidos com longas barbas e unhas e pensar que algo sinistro e sobrenatural poderia estar acontecendo!

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys

ANÚNCIO