A investigação de Lewis Hamilton sobre o protesto de Breonna Taylor foi descartada

Lewis Hamilton não enfrentará uma investigação sobre sua decisão de fazer uma declaração política no Grande Prêmio da Toscana – e Damon Hill criticou a F1 por ter “a cabeça na areia” sobre o assunto.

Hamilton, que triunfou em Mugello no domingo, usou o cenário global para exigir a prisão dos policiais envolvidos no assassinato da americana Breonna Taylor.

A mulher negra de 26 anos foi morta a tiros pela polícia em sua casa em Louisville há exatamente seis meses. Os policiais envolvidos cumpriam um mandado de prisão preventiva.

Piloto transmitiu sua mensagem através da camisa

Antes da corrida, Hamilton ajoelhou-se vestindo uma camiseta preta com a mensagem ‘Prenda os policiais que mataram Breonna Taylor‘.

Ele também vestiu a camiseta em sua entrevista pós-corrida, que foi transmitida para milhões de pessoas ao redor do mundo, e recebeu o troféu de vencedor no pódio com as mesmas roupas.

A investigação de Lewis Hamilton sobre o protesto de Breonna Taylor foi descartada
Foto: (reprodução/internet)

Surgiu na segunda-feira que o órgão regulador da FIA estava investigando o assunto, mas sabe-se que Hamilton não enfrentará uma investigação.

No entanto, os legisladores do esporte procurarão esclarecer suas diretrizes sobre o que é permitido aos motoristas em termos de declarações.

Hamilton também divulgou um comunicado no Instagram na terça-feira, no qual disse a seus fãs: “Quero que saibam que não vou parar, não vou desistir, não vou desistir de usar esta plataforma para lançar luz o que eu acredito está certo.”

“Esta é uma jornada para todos nós nos unirmos e desafiar o mundo em todos os níveis de injustiça”

Veja também: Lewis Hamilton embarca em um iate de luxo com a sósia de Nicole Scherzinger, Florence Mueller

Sem silêncio

O ex-campeão mundial de F1 Hill pareceu elogiar as ações de Hamilton e insistiu que o esporte deveria “abraçar” essas mensagens.

Hill tuitou: “Uma reação tão mista à mensagem do pódio da camiseta de Lewis Hamilton.”

“Mas a F1 sempre teve sua cabeça na areia por qualquer questão que possa fazer as pessoas pensarem em outra coisa que não a F1.”

Ela precisa abrir espaço para essas mensagens se quiser ser adotado por todo o mundo.”

A investigação de Lewis Hamilton sobre o protesto de Breonna Taylor foi descartada
Foto: (reprodução/internet)

Hamilton explicou sua postura depois de vencer na Itália, o que o levou a uma única vitória sobre o recorde de Michael Schumacher de 91 vitórias.

Levei muito tempo para conseguir aquela camisa e tenho vontade de usá-la“, disse ele.

“Quero chamar a atenção para o fato de que pessoas estão sendo mortas na rua. Tem uma pessoa que foi morta na própria casa e esses caras ainda estão andando em liberdade.”

“Não podemos descansar. Temos que continuar a insistir no assunto. Nenhuma justiça foi feita. Não vamos ficar em silêncio.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror