A fábrica foi pega lavando, ‘reciclando’ e revendendo mais de 300.000 preservativos usados

ANÚNCIO

Uma fábrica no Vietnã foi pega por lavar e “reciclar” milhares de preservativos usados ​​e depois vendê-los a clientes desavisados.

A polícia invadiu um apartamento no sul do país, onde encontrou mais de 300.000 preservativos sem etiqueta e sem embalagem.

ANÚNCIO

A proprietária da instalação ilícita, Pham Thi Thanh Ngoc, disse que lavou e secou os preservativos antes de remoldá-los em um consolo de madeira.

Preservativos foram reembalados

Detetives dizem que a mulher recebeu uma remessa semanal de preservativos de uma pessoa não identificada e foram reembalados após serem processados.

Uma quantidade desconhecida de anticoncepcionais sujos foi então vendida a membros desavisados ​​do público, relata o Vietnam Insider.

ANÚNCIO

Preservativos usados ​​são um grande risco para o público e podem causar infecções, bem como doenças sexualmente transmissíveis.

A fábrica foi pega lavando, 'reciclando' e revendendo mais de 300.000 preservativos usados
Foto: (reprodução/internet)

Venda de preservativos diminuiu em todo o mundo

Laxman Narasimhan, chefe da empresa controladora da Durex, Reckitt Benckiser, disse que as vendas de preservativos na maioria dos mercados em todo o mundo, incluindo o Reino Unido, caíram desde o início da pandemia.

A empresa atribui o fraco desempenho de vendas ao efeito que as políticas de “ficar em casa” têm sobre os clientes em potencial.

“As ocasiões íntimas estão diminuindo e isso é uma manifestação de ansiedade” , disse Narasimhan à BBC.

Veja também: Não entre em pânico, mas o mundo está ficando sem preservativos por causa do coronavírus

“O que você vê é que este vírus está afetando o número de ocasiões íntimas no Reino Unido.”

O bloqueio apresentou às pessoas em todo o mundo uma nova série de desafios de relacionamento.

Seguir as diretrizes de distanciamento social é literalmente impossível durante o sexo, então as autoridades de saúde revelaram maneiras de fazer isso enquanto reduzem o risco de contrair ou transmitir Covid-19.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror

ANÚNCIO