A ciência dos alimentos: Pastéis #2

- Por aqui, um dos alimentos mais consumidos. Encontrado, sobretudo, nas feiras livres e mercados municipais.

- Em seu recheio, os mais diversos condimentos. Da carne tradicional, passando por queijos e calabresas.

- Não menos importantes, os tomates, presentes, todavia, nos pastéis “especiais” ou ainda, de pizza.

- Nas grandes cidades, o seu comércio constante. Seu preço, na faixa dos R$ 0,50 a R$ 3,00. O valor, por sua vez, resultante do local de comércio, ou dos alimentos embutidos.

- Ainda sobre a iguaria, ela poderá ser degustada de diferentes formas. Uma das mais conhecidas, na presença do chamado caldo de cana.




Curiosidades

- No preparo do pastel, o equivalente a 500 gramas de farinha de trigo, dois ovos, água e uma pitada de sal.

- Para os mais apressados, aliás, a possibilidade de comprar a massa feita. Esta, por sua vez, encontrada em feiras e supermercados.

- No Brasil, a sua introdução no século XX. O fato, diga-se de passagem, relacionado à imigração japonesa e a Segunda Guerra Mundial.

- Na cidade de São Paulo, por exemplo, as mais diferentes pastelarias. Não obstante, o seu comércio em postos específicos.

- No conhecido Mercadão, o seu preparo a base de bacalhau, carne moída, azeitonas e mussarela.

- No mundo todo, diferentes pastéis são consumidos. Um dos mais conhecidos, por sinal, é o de Belém, comercializado em toda Lisboa e Portugal.

- Na língua espanhola, a sua tradução para “empanadilla”. Já o termo “pastel”, indicativo de bolo ou “tortilla”.

Reaja! Comente!
Topo