8 Recentes descobertas de artefatos que surpreenderam o mundo

A ciência não fica parada. Novas oportunidades de pesquisa continuam aparecendo e, como resultado, novas descobertas e descobertas acontecem. Por exemplo, no final do nosso artigo, vamos mostrar-lhe o que era uma antiga rainha peruana. A arqueologia também usa as últimas realizações da tecnologia, graças ao qual houve muitas descobertas interessantes que a humanidade nunca sonhou.

Nós no  Minilua reunimos as descobertas mais emocionantes e descobrimos o que a humanidade pode ver graças ao progresso continuo. Olhemos e admiremos juntos.
8. O cérebro de um dinossauro

Poucas pessoas adivinharam que um pouco de “pedra” encontrado em Sussex em 2004 seria um  fóssil do cérebro do dinossauro . Mas é verdade! Sua idade é de cerca de 133 milhões de anos. Com a ajuda de um microscópio especial, os cientistas conseguiram descobrir o que era o cérebro do habitante mais antigo do planeta. Essa descoberta ainda é única.

7. Artigos feitos à mão feitos por soldados da linha de frente durante as guerras pró russianas, campanhas de Napoleão e as guerras britânicas na África do Sul e na Índia

 

Os cobertores exclusivos feitos a mão por homens, alguns dos quais seguraram uma agulha e fio em suas mãos pela primeira vez, provam que há um lugar para coisas bonitas nas guerras também. Inicialmente, pensou-se que os soldados fabricavam esses cobertores enquanto se hospedavam nos hospitais. No entanto, a pesquisa mais recente mostra que eles foram criados em campos de batalha durante breves pausas entre as operações militares. Essas incríveis peças de arte foram exibidas em 2017.

6. Os restos do homem mais antigo da Terra

 

O esqueleto de Australopithecus foi exibido ao público em 2017, e é único não apenas em sua idade (que é cerca de 3,6 milhões de anos), mas no fato de que é quase ininterrupto. Sua reconstrução mostrou aos cientistas que Australopithecus está muito mais próximo do esqueleto do homem moderno do que era considerado anteriormente. Foi encontrado nas Grutas de Sterkfontein na África do Sul e, segundo especialistas, era uma garota que caiu de um penhasco.

5. Coleção secreta de Monet

Claude Monet, famoso pintor francês, tinha uma extensa coleção de obras de arte . No entanto, muito poucas pessoas sabem disso porque o artista escondeu esse fato de sua biografia. Infelizmente, para manter este fato em segredo, ele não fez nenhuma observação de onde ele conseguiu suas pinturas, e essa é a razão pela qual sua coleção só poderia ser exibida ao público em 2017. Tendo as pinturas de Pissarro, Manet e Signac em sua coleção prova que Monet não era oponente dos neo-impressionistas.

4. Os nativos americanos costumavam decorar seus dentes 2,500 anos atrás.

 

Na verdade, decorar os dentes com pedras não é uma nova ideia. No crânio de um homem pertencente ao grupo de pessoas que habitavam o sul da América do Norte, os dentes estavam decorados com pedras semipreciosas. Isso não era algo único porque era praticado por pessoas comuns. Foram utilizadas brocas de obsidiana e cola à base de resina e à base de osso para esse trabalho.

3. Uma múmia dentro de uma estátua

 

Graças ao exame moderno de uma estátua de Buda, foi possível  encontrar a múmia do monge budista Lieu Quan. Este monge morou em torno dos séculos XII e XII. Este achado incomum surpreendeu os cientistas duplamente com a descoberta de que, em vez das entranhas do monge, rolos antigos com o texto das orações estavam escondidos no interior.

2. Um dispositivo de 3 conectores – o Enigmalith


Ao caminhar em algum lugar nas montanhas em 1998, o engenheiro eletricista John. J. Williams encontrou algo que se assemelhava a um conector elétrico que saiu do chão. Depois de cavar o dispositivo e estudá-lo com cuidado, ele descobriu um dispositivo de 3 conectores entrado em uma rocha. Depois de um exame mais cuidadoso em um laboratório, os cientistas perceberam que o “plug” não era colado ou soldado na pedra, o que significa que o objeto foi formado junto com a rocha e era simplesmente uma parte da pedra. No entanto, John. J. Williams realmente acreditava que era um artefato de antigas civilizações de alta tecnologia e se recusou a mostrar o lugar onde ele encontrou.

1. Tesouros chineses incomuns de 3.100 anos de idade

Objetos domésticos interessantes no local do enterro de um nobre foram recentemente encontrados na China (ainda é desconhecido para quem pertence o túmulo). Um grande número de  vasos rituais de bronze variados feitos com artesanato incrível foram encontrados. Os arqueólogos acreditam que este é apenas o começo porque, de acordo com seus dados, encontraram um antigo cemitério, cujos enigmas principais ainda não foram resolvidos.

Bônus: o rosto restaurado de uma rainha peruana que viveu há 1.200 anos


Cientistas da Polônia e do Peru conseguiram restaurar a imagem desta mulher nobre com a ajuda de métodos modernos de impressão em 3D. O túmulo de El Castillo de Huarmey refere-se à cultura dos Wari que viveram na região séculos antes dos incas. O corpo da rainha, que recebeu o nome de Huarmey, estava deitado em um cofre separado com uma enorme quantidade de jóias e itens rituais.
Ninguém sabe quantos mais milagres ainda não foram descobertos. Mas você provavelmente já ouviu falar sobre descobertas arqueológicas mais recentes que você poderia compartilhar conosco. Estamos ansiosos para vê-los nos comentários!