7 Motivos para você querer ir embora do Brasil o quanto antes

Como todo mundo sabe, o Brasil está bem longe de ser um país bom para morar. Sejamos realistas, a situação atual do país é um verdadeiro desastre em todos os sentidos.

Embora existam sim países em situações muito piores do que o Brasil, se você tiver pelo menos um pouco de sanidade vai conseguir enxergar que estamos em um beco sem saída, aonde a única solução é a própria queda livre.

Como nem todo mundo compartilha dos mesmos pensamentos, nós do Minilua separamos 7 motivos que vão convencer você a abandonar de vez esse grande circo aonde você é o palhaço.




1. O maior número de assassinatos do mundo




880.386 PESSOAS MORRERAM ENTRE 1980 E 2012 VÍTIMAS DE ARMA DE ARMA DE FOGO. O EQUIVALENTE A 11 ESTÁDIOS DO MARACANÃ COMPLETAMENTE LOTADOS! 

Nenhum país do mundo morre mais pessoas dessa forma do que no Brasil. Somente em 2012, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), foram 64.357 mortes. Para você ter uma ideia do tamanho desse problema, os 12 maiores conflitos do mundo entre 2004 e 2007 mataram JUNTOS 170.000 seres humanos. No Brasil, SOMENTE entre 2008 e 2011, mais de 200.000 pessoas perderam a vida vítimas de algum assassinato. Vale lembrar que de todos esses crimes, apenas 10% foram julgados enquanto outros 90% ficam sem punição.

Vale lembrar que o Brasil tem uma das maiores populações carcerárias do mundo. Uma bomba-relógio pronta a explodir. Seja pelo custo financeiro ao país, seja pelo risco de violência ou pelas constantes violações dos Direitos Humanos.

O Brasil perdeu a sensibilidade para o absurdo

— José Padilha



2. O seu dinheiro não vale quase nada

No Brasil, a maioria dos produtos e serviços são mais caros do que a média mundial.

Um exemplo simples que podemos citar para você ter uma ideia é o famoso BigMac Index, um índice criado pela revista The Economist, que compara o preço do mais famoso sanduíche do Mc Donalds ao redor do mundo.

Nele o Brasil aparece como o país mais caro de todo o Hemisfério Sul e o 8º mais caro do mundo, atrás apenas de países nórdicos, da Suíça, do Canadá, Inglaterra e Israel, onde os salários são no mínimo cinco a seis vezes superiores ao Brasil (os EUA não estão incluídos pois são o marco de referência).

Não ficou satisfeito com esses dados? Tente comprar então um carro no Brasil, ao longo de 2 anos um carro popular paga taxas para rodar que muitas vezes superam o valor de um carro novo, sem contar que o preço da gasolina está absurdamente alto. Uma ironia já que segundo nossos amados políticos, tudo iria melhorar depois do descobrimento do pré-sal e depois da copa, ou será que você já esqueceu?




3. O seu poder de compra é baixo

Apesar de estar no maior patamar dos últimos 50 anos, o poder de compra do salário mínimo brasileiro permanece baixíssimo.

Vamos utilizar como exemplo quanto você deveria desembolsar para pagar o aluguel de um apartamento de 85m² em uma área nobre de uma capital:

Em Madrid, na Espanha, um trabalhador desembolsa 1,42 salários mínimos para pagar o aluguel de um apartamento desse gênero. Na Argentina, por exemplo, são necessários cerca de 1,76 salários em Buenos Aires. Já no Brasil, se usarmos como exemplo a capital Brasília, são necessários 6,59 salários mínimos, 3x mais do que a média – em algumas capitais do nosso país esses valores são ainda mais altos.

Veja abaixo um exemplo melhor dessa realidade:

Nº DE SALÁRIOS MÍNIMOS NECESSÁRIOS PARA PAGAR O ALUGUEL DE UM APARTAMENTO DE 85M² EM ÁREA NOBRE:

  • Brasília: 6,59 Salários mínimos (R$3.260)
  • Lisboa: 1,58 Salários mínimos (€800)
  • Madrid: 1,42 Salários mínimos(€1.219)
  • Washington DC: 1,86 Salários mínimos* (U$2.606) – considerando 40 horas semanais de trabalho
  • Buenos Aires: 1,76 Salários mínimos (U$1.128)
  • Tóquio: 2,17 Salários mínimos (U$2.320)



4. Carga tributária fora do normal

No Brasil, você trabalha cinco meses completos apenas para pagar impostos, taxas e contribuições destinados ao governo, segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação).

Você pode estar pensando: - Precisamos pagar essas taxas, afinal o país é gigantesco e com esses tributos nós garantimos que tudo funcione!

Caso você tenha pensado uma “burrice” dessas, saiba que o nosso país ocupa a 8ª posição do ranking mundial sobre carga tributária, atrás apenas da Dinamarca (176 dias), França (171), Suécia (163), Itália (163), Finlândia (161), Áustria (158) e da Noruega (157). Em todos esses países, saúde, segurança e educação pública são de alta qualidade e acessíveis a toda a população. Será que é o caso do Brasil?




5. Somos o país com os maiores escândalos de corrupção do mundo

No Brasil, os escândalos de corrupção já são rotineiros. Na realidade, se você abrir o jornal hoje e não souber de algum caso de corrupção ou algum tipo de investigação você deve estar lendo a sessão de quadrinhos (na realidade até mesmo elas satirizam esse fato constantemente).

Para você ter uma ideia da dimensão desse problema, em um estudo realizado pelo Departamento de Competitividade e Tecnologia (Decomtec) da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo) é revelado que que os prejuízos econômicos e sociais que a corrupção causa ao país somam cerca de 69 bilhões de reais por ano.

Imagine o que não poderia ser feito com todo esse dinheiro? Ah, e não se engane se pensa que parou por ai. Com toda essa fama envolvendo corrupção, é evidente que o mercado externo olhe menos para o nosso país, consequentemente enfraquecendo ainda mais o nosso poder econômico.




6. A educação é horrível

Nossos professores são um dos menos valorizados do mundo e como você deve imaginar, o desempenho dos nossos alunos vira um reflexo dessa vergonha.

Veja abaixo um gráfico que mostra como a nossa educação é visivelmente um exemplo a não ser seguido:




Com esses dados acho que fica claro que é melhor você procurar educação de qualidade fora do país do que continuar investindo em um lugar aonde são rasas as oportunidades.




7. A tendência é piorar

Talvez você pense que o nosso país seja realmente abençoado por ter tantos escândalos de corrupção e ainda não ter quebrado. Realmente nós temos essa sorte, porém tudo isso se deve ao famoso privilégio do bônus demográfico, fenômeno que favorece economicamente um país jovem como o Brasil.

No entanto, segundo alguns dados o Brasil já usufruiu de cerca de 90% dos efeitos do bônus demográfico. Para você ter ideia, daqui a cinco ou seis anos, o país entrará em outro momento, no qual terá que gerir desafios crescentes nos déficits da previdência social, tendo que cada vez mais ir buscar dinheiro da balança comercial e onde mais for possível, para financiar o crescente número de aposentadorias. Sabe quem vai sofrer com tudo isso? Adivinhe!

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/7-motivos-para-voce-querer-ir-embora-do-brasil-o-quanto-antes/index.html //-->