25 assassinatos mais chocantes do mundo

Diariamente, alguém é assassinado. Ao longo da história, no mundo todo, tem havido vários casos de assassinatos que não só transcendem manchetes, mas também que abalaram nações em todo o mundo.

Estas histórias chocam tanto pela maneira pelas quais eles foram cometidos. Confira aqui uma lista com alguns dos 25 assassinatos mais chocantes já cometidos no mundo:




#25 Dimebag Darrell

Dimebag Darrell

O músico americano Dimebag Darrell (ex-Pantera), estava se apresentando com a banda Damageplan, na cidade de Villa Alrosa, em Columbus, no dia 8 de dezembro de 2004. O atirador, Nathan Gale, disparou três vezes na cabeça do músico usando uma pistola Beretta 92FS de 9mm, a morte foi filmada por fãs.




#24 Shaariibuugiin Altantuyaa

Shaariibuugiin Altantuyaa

Shaariibuugiin Altantuyaa era uma cidadã mongol que desapareceu em 19 de outubro de 2006. Seus ossos foram encontrados mais tarde, perto da barragem de Subang, na Malásia.

Posteriormente, foi revelado que ela tinha sido baleada duas vezes antes de ter seu corpo explodido por explosivos C-4.

A investigação concluiu que os responsáveis eram dois membros da polícia local; o inspetor-chefe Azilah Hadri e o cabo Sirul Azhar Umar. Ambos os homens foram condenados à morte.




#23 Judith Eva Barsi

Judith Eva Barsi

A atriz americana de 10 anos, Judith Eva Barsi e sua mãe foram baleadas por seu pai, József Istvan Barsi, em 1988, depois de anos sofrendo graves abusos físicos e mentais. O assassino então despejou gasolina nos corpos, acendeu-os e disparou contra a própria cabeça.




#22 Salmaan Taseer

Salmaan Taseer

O empresário e político paquistanês Salmaan Taseer foi baleado 27 vezes em 4 de janeiro de 2011, por Malik Mumtaz Qadri. Segundo o assassino, a razão para o assassinato foi a oposição de Taseer à lei da blasfêmia no Paquistão. Qadri foi condenado à morte por um tribunal antiterrorista paquistanês.




#21 Adrienne Shelley

Adrienne Shelley

A atriz, diretora e roteirista Adrienne Shelley foi encontrada morta em 1 de novembro de 2006. A morte inicialmente pareceu ser suicídio, mas os investigadores descobriram que o imigrante ilegal equatoriano Diego Pillco, de 19 anos, havia matado Shelley quando ela o encontrou roubando seu apartamento. Diego foi condenado a 25 anos de prisão sem liberdade condicional.




#20 Matthew Shepard

Matthew Shepard

Na noite de 7 de outubro de 1998, o estudante americano Matthew Shepard foi vítima de um crime de ódio baseado na sua orientação sexual. O ódio de Aaron McKinney e Russell Henderson pelos homossexuais levou-os a roubar, espancar e torturar Shepard.

O acontecimento mais tarde seria influente na criação da Lei de Matthew Shepard, que estendeu a definição de crimes de ódio para incluir a orientação sexual. Shepard morreu pouco depois do assalto.




#19 Rudolph Moshammer

Rudolph Moshammer

Rudolph Moshammer, era um dos designers de moda mais bem sucedidos da Alemanha. Ele foi encontrado morto em sua mansão na manhã de 14 de janeiro de 2005. Um iraquiano chamado Herisch Ali Abdullah, que havia solicitado asilo, admitiu o assassinato de Moshammer depois que este se recusou a pagar 2.000 euros em troca de favores sexuais.




#18 Kelly Anne Bates

Kellybates

Kelly Anne Bates foi brutalmente torturada e assassinada por seu parceiro Patterson Smith, no que foi descrito como “um catálogo de depravação de um ser humano sobre outro”.

Por um período de cerca de quatro semanas, Patterson infligiu inúmeras lesões à Kelly, que incluíam queimaduras, espancamentos, esfaqueamentos e até mesmo arrancar um de seus olhos.

A cena deste crime foi tão horrível que os jurados tiveram que receber aconselhamento psicológico para ajudá-los a lidar com a angústia de ver as fotografias dos ferimentos de Bates e da “violência doentia” do caso. Smith foi condenado à prisão perpétua em 1997.




#17 Sylvia Likens

Sylvia Likens

O abuso e o assassinato de Sylvia Likens por Gertrude Baniszewski, começou quando os pais de Sylvia, que eram trabalhadores autônomos, deixaram Sylvia e sua irmã Jenny aos cuidados da família de Baniszewski em troca de US$ 20 por semana.

Mas quando o pagamento começou a atrasar, Gertrude começou a jogar sua raiva em Sylvia, com espancamentos, queimaduras, confinamento e uma série de outros abusos resultando em morte.

Gertrude, juntamente com outros cúmplices, foi acusada e condenada pelo que foi descrito como o crime mais terrível cometido em Indiana, EUA.




#16 Anita Cobby

Anita Cobby

Em 2 de fevereiro de 1986, a enfermeira australiana e vencedora do concurso de beleza Anita Cobby, foi sequestrada de uma estação de trem em Blacktown, Nova Gales do Sul.

Ela foi levada para um apartamento isolado e estuprada repetidamente enquanto era espancada por cinco homens. Os suspeitos, incluindo três irmãos, foram condenados por seu assassinato e condenados à prisão perpétua.




#15 Annie Le

Annie Le

Em 8 de setembro de 2009, a americana Annie Le, uma estudante de doutorado na Faculdade de Medicina de Yale, foi encontrada pendurada de cabeça para baixo dentro de uma cavidade da parede em um porão no laboratório de Yale.

Uma semana depois, Raymond J. Clark, técnico de laboratório da universidade, foi preso e considerado culpado do crime hediondo e condenado a 44 anos de prisão.




#14 Carlie Jane Brucia

Carlie Jane Brucia

Joseph P. Smith abusou sexualmente e assassinou Carlie Jane Brucia, em 01 de fevereiro de 2004, depois de sequestrar ela perto de sua casa em Sarasota, Flórida.

Cinco dias depois, Smith foi preso e eventualmente julgado por assassinato em primeiro grau. Ele foi condenado à morte por injeção letal.




#13 Kitty Genovese

Kitty Genovese

Catherine Susan Genovese foi assassinada perto de sua casa em 13 de março de 1964. Devido à falta de reação de seus vizinhos, sua morte provocou uma investigação sobre o fenômeno psicológico social, que se tornou conhecido como o efeito do espectador ou “síndrome de Genovese”.

Seu assassino, Winston Moseley, foi considerado culpado e condenado à morte em 15 de junho de 1964. Mais tarde, a pena foi convertida em perpétua.




#12 Charles Augustus Lindbergh, Jr.

Charles Augustus Lindbergh, Jr.

Charles Augustus Lindbergh, Jr. foi o filho dos famosos aviadores Charles Lindbergh e Anne Morrow Lindbergh. Ele tinha apenas 1 ano e 10 meses de idade quando foi sequestrado na casa da sua família em Nova Jersey, na noite de 01 de março de 1932.

Após dois meses, seu corpo foi encontrado perto de Hopewell Township, sua morte foi devido a uma fratura de crânio. Bruno Richard Hauptmann foi acusado de assassinato sem motivo aparente e, após dois anos de julgamento, foi condenado à morte na cadeira elétrica.




#11 Martha Moxley

Martha Moxley

Em 1975, californiana Martha Moxley foi assassinada por Michael Skakel, de 15 anos. O corpo de Martha foi encontrado embaixo de uma árvore em seu quintal. Ela tinha suas calças jeans e roupas íntimas baixadas até o joelho, mas não havia evidência aparente de agressão sexual.

Martha foi espancada duramente, por um taco de golfe, Skakel foi condenado a prisão perpétua em 2002, mas posteriormente foi lhe concedido um novo julgamento por um juiz de Connecticut. Ele foi libertado depois de pagar US$ 1,2 milhões de fiança.




#10 Sandra Cantu

Sandra Cantu

Sandra Cantu, de oito anos de idade, atraiu a atenção nacional depois de desaparecer em 27 de março de 2009.

Vários dias depois, seu corpo foi encontrado dentro de uma mala em um lago próximo à sua cidade. A assassina, Melissa Huckaby, foi acusada de homicídio e estupro contra a qual ela se declarou culpada, a fim de evitar a pena de morte.




#9 William Desmond Taylor

William Desmond Taylor

O ator e diretor William Desmond Taylor, foi encontrado morto com um tiro na parte de trás da cabeça dentro de seu bangalô, em Los Angeles.

Devido à sua crescente popularidade, a mídia criou um frenesi de relatos sensacionalistas e muitas vezes fabricados pelos jornais. Até hoje seu assassino não foi localizado.




#8 Andrew Jackson Borden

Andrew Jackson Borden

O americano Andrew Jackson Borden, recebeu 11 brutais machadadas. A culpada foi sua própria filha, Lizzie Borden. Junto com ele estava Abby Borden, cujo crânio também foi esmagado com 19 golpes. Lizzie foi presa em 11 de agosto de 1892.




#7 Sharon Tate

Sharon Tate

A atriz americana e sex symbol, Sharon Tate, foi assassinada em agosto de 1969 por membros da família de Charles Manson. Seu corpo, junto com os dos amigos dela, foram encontrados na sala de sua casa com uma longa corda amarrada em volta seu pescoço e feridas múltiplas. Todos os culpados envolvidos no crime foram condenados à morte.




#6 Airey Neave

Airey Neave

O oficial do exército britânico e político Airey Neave foi morto em 30 de março de 1979, depois de um carro-bomba explodir próximo ao seu carro. O exército de libertação nacional irlandês (INLA) assumiu a responsabilidade pelo crime.




#5 James Bulger

James Bulger

James Bulger, de três anos, foi sequestrado, torturado e assassinado por Robert Thompson e Jon Venables, ambos com dez anos de idade. Os dois jovens assassinos foram acusados ​​em 20 de fevereiro de 1993 e declarados culpados em 24 de novembro de 1993, tornando-os os mais jovens assassinos condenados na história inglesa moderna.




#4 Lesley Whittle

Lesley Whittle

Lesley Whittle foi assassinada em janeiro de 1975 depois de ser sequestrada de sua casa por Donald Neilson, que por essa época já havia cometido mais de 400 roubos e três tiroteios fatais.

Neilson, prendeu Lesley nua e encapuzada em um poço de drenagem do reservatório e amarrou-a lá por um fio de aço. Mais tarde foi condenado à prisão perpétua.




#3 Elizabeth Short

Elizabeth Short

Elizabeth Short, também conhecida como Dália Negra, foi vítima de um dos assassinatos mais horríveis da história. Em 15 de janeiro de 1947, ela foi encontrada mutilada e cortada ao meio pela cintura. Seu assassinato permanece como um dos mais antigos casos de assassinato não resolvidos na história de Los Angeles.




#2 Jason Allen e Lindsay Cutshall

Jason Allen e Lindsay Cutshall

Os conselheiros de acampamento cristão Jason Allen e Lindsay Cutshall, foram baleados na cabeça com um rifle calibre 45 enquanto acampavam em Fishhead Beach, Califórnia.

Os investigadores acreditam que este duplo homicídio, chocante e brutal ocorreu na noite de 14 de agosto de 2004 ou nas primeiras horas da manhã de 15 de agosto de 2004.




#1 Marilyn Reese Sheppard

Marilyn Reese Sheppard

Em 1970, Marilyn Reese Sheppard foi brutalmente assassinada no que só pode ser descrito como um assalto selvagem e horrível.

O marido dela, Dr. Sam Sheppard, foi imediatamente acusado e condenado à prisão perpétua, mas foi posteriormente absolvido.

Receba mais em seu e-mail
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/25-assassinatos-mais-chocantes-do-mundo/index.html //-->