16 criaturas marinhas mais misteriosas já encontradas na Austrália

Ouvimos dizer que, quanto maior a profundidade em que vivem as criaturas do oceano, mais feias são. Em parte, isso é porque não recebem luz solar e a atmosfera é diferente, por isso os seus corpos têm de se adaptar a estas condições. Muitas vezes isso significa dentes feios, olhos horrendos, enfim, espécies aterrorizantes.

investigadores de australia

Um grupo de 40 cientistas internacionais, incluindo os dos museus Victoria e do Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO), acabam de retornar de uma expedição em um navio de pesquisa cujo objetivo foi observar e analisar a atmosfera escura e esmagadora a 4000 metros abaixo da superfície.

Mais de um terço dos invertebrados e alguns peixes encontrados nesta viagem são novos para a ciência. Achados incluem: vermes que vivem em crânios de baleias, um peixe com uma vara de pescar na cabeça, aranhas gigantes, peixes-bolha, crustáceos carnívoros, um tubarão chamado de ‘cortador de bolachas’, entre outros.

investigadores de australia

A viagem durou um mês e a equipe visitou sete reservas marinhas da Commonwealth; o especialista em invertebrados do Museu Victoria, Dr. O’Hara, disse:

“O abismo é o maior e mais profundo habitat do planeta, cobrindo metade dos oceanos do mundo e um terço do território australiano, mas continua a ser o ambiente mais inexplorado na Terra”.

“Sabemos que os animais abissais foram datam em torno de pelo menos 40 milhões de anos, mas até recentemente apenas um punhado de amostras foram coletadas a partir do abismo da Austrália”.

investigador

Neste ponto, tudo é escuro, e muitas vezes as criaturas não têm olhos ou produzem sua própria luz através de bioluminescência. A comida é escassa e os animais são geralmente pequenos e movem-se lentamente. Estes são algumas das descobertas:




1. O peixe “sem rosto”:

pez sin rostro

Nesta viagem ele redescobriu o peixe “sem rosto”. Não tem olhos visíveis e tudo o que identifica a sua boca está na parte inferior de sua cabeça. Quando encontrado, a tripulação ficou desconcertado, porque, apesar de saberem de sua existência, ninguém tinha visto um.

A espécie foi encontrada pela primeira vez no norte de Mar de Coral, mais de 140 anos atrás, na primeira expedição oceanográfica global.

pez sin rostro

“O AMBIENTE PROFUNDO DA AUSTRÁLIA É MAIOR DO QUE O CONTINENTE E ATÉ AGORA QUASE NADA SE SABE SOBRE A VIDA LÁ”,

diz Dr. O’Hara.

“ESTAMOS MUITO ANIMADOS COM AS DESCOBERTAS QUE FIZEMOS E ESTAMOS MUITO SATISFEITOS EM COMPARTILHAR COM PÚBLICO AUSTRALIANO E INTERNACIONAL.”




2. Peixe-bolha

blob fish

Este peixe foi encontrado a 2,5 km de profundidade, em Nova Gales do Sul. Tem uma consistência aquosa macia também é um predador de emboscada, que se encontra muito ao fundo esperando que sua presa passe desprevenida para atacá-la.




3. Tubarão “cortador de bolachas”

cookie-cutter-shark

Este amigo de dentes perfeitos também é bioluminescente. Habita a zona crepuscular a uma profundidade que atinge os mil metros. Alimenta-se de grandes peixes, baleias, golfinhos e outras espécies (por vezes, nadadores humanos). Recebeu esse nome em porque, com sua mandíbula afiada, corta pedaços de carne do tamanho de um cookie.




4. Peixe lagarto

pez lagarto

A família destes peixes é extensa, por isso é mais comumente encontrada nas profundidades. Esta espécie é bioluminescente e pequena, medindo cerca de 15 a 26 centímetros.




5. Enguia cega

anguila ciega

Esta espécie é pequena, não tem olhos e é caracterizada pela sua pele gelatinosa. Eles vivem a 2.000 e 6.000 metros de profundidade.




6. Aranhas do mar

arañas de mar

Estas espécies não são exatamente aranhas, suas pernas são basicamente tubos que brilham no escuro. Esta característica serve para se mover rapidamente sobre a água.




7. King Crab

cangrejo espinoso

Esta criatura colorida não é desconhecida para eles, é caranguejo de família eremita. Há pelo menos 121 espécies semelhantes.




8. Red coffinfish

pez ataud rojo

Esta espécie do mar profundo pertence ao grupo de peixes tamboril. Atrai a presa usando sua antena, que serve como uma vara de pesca com isca, no topo de sua cabeça.




9. Coffinfish

coffin fish

Basicamente é primo do peixe acima. É como um baiacu, como é inflado até parece uma espécie maior e repele predadores.




10. Peixe tripé

tripod-fish

Estes peixes habitam o fundo do mar utilizando suas barbatanas como estacas. Para se alimentar, enfrentam a corrente, estendendo suas barbatanas para, assim, sentir deriva presa e atacá-la.




11. Peixe dragão bioluminescente

pez luminoso

Este tipo de peixe-dragão oferece um show de luzes espetacular. Eles são bioluminescentes e vivem a 1.500 metros abaixo d’água.




12. Corallimorfo

coeallimorfo

Esta espécie parece o Olho de Sauron, mas, na verdade, pertence à família das anêmonas e corais duros. Sua principal característica é que ele não tem um exoesqueleto.




13. Porco-do-mar

cerdo de mar

Descrito como aspiradores do oceano, porcos marinhos usam os pés de tubo para sugar microrganismos do lodo. Eles podem se reunir em grandes bandos se houver suficiente fonte de alimento.




14. Crustáceos carnívoros

crustaceo carnívoro

Claro, parece um camarão inofensivo, mas este pequeno crustáceo limpa o oceano e come tudo em seu caminho.




15. Esponjas carnívoras

esponjas carnívoras

Prendem crustáceos em seus espinhos e os digerem rapidamente. Podem ser apenas de 5 a 15 centímetros de comprimento, mas são letais para pequenos organismos.




16. Sipuncula

peanut worm

Bem, uma das espécies que têm atraído mais atenção é isso: um verme marinho em forma de pênis. É hilário, pois para se mexer na água, se encolhe e cresce para se impulsionar.

Fonte: Laguiadelvaron

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/16-criaturas-marinhas-mais-misteriosas-ja-encontradas-na-australia/index.html //-->