10 astros pé-frios

A Virgula enumerou nesta semana os dez astros mais pé-frios para os outros os para si mesmos, veja só a lista:




Mick Jagger

3

Ele zicou os EUA, depois zicou a Inglaterra, zicou nossa Canarinho e parece que não ajudou em nada a Argentina durante a Copa do Mundo. São três (talvez quatro) eliminações dos times para quem o líder dos Rolling Stones estava torcendo em um único mundial. Certamente, um recorde gélido! (É claro, ele não podia faltar)




Paul Di'Anno

Paul_Di'Anno-12783

O primeiro vocalista do Iron Maiden até teve alguma notoriedade após o lançamento dos dois primeiros discos da banda. Mas foi em 82, um ano após a saída de Paul e a entrada de Bruce Dickinson no grupo, que a libras começaram a cair com gosto na conta de Steve Harris e companhia. Deu azar, Paul!




Gilberto Gil

20070808-gilberto_gil_3583

Em 1990, 1998 e 2006, o compositor baiano escreveu músicas para embalar as seleções nas Copas. E o que aconteceu? Duas derrotas vexaminosas para a França (uma delas na final com direito até a CPI) e uma derrota por 1×0 para nossos rivais argentinos. Ele mesmo explicou a situação nesse ano: "Tive vários convites para participar da Copa este ano, mas não vou porque me considero pé-frio." Falou e disse, Gil!




Tracii Guns

tracii_guns

O guitarrista que fundou o Guns N' Roses com Axl Rose nem teve a chance de pegar um gostinho do sucesso. Ele deixou a banda com Ole Beich e Rob Gardner ainda em 1985, antes do primeiro álbum do grupo sair e virar um clássico do rock. Se ele soubesse que isso aconteceria com a banda, talvez teria aguentado um pouquinho mais.




Bret Michaels

michaels2

O líder do Poison realmente tem um certo azar na carreira. Uma vez, durante uma premiação, foi atingido por um pedaço do teto do palco que caiu. Anos depois, teve uma hemorragia cerebral que o tirou da final de um reality show. Depois, já em outro programa, Rock of Love, ainda não conseguiu, depois de duas temporadas, arrumar uma namorada, objetivo central do show. Os anos 00 não foram de muita sorte para ele. (É uma boa dica para o próximo “Famosos afeminados”)




Sam Licata e Charles Edwards

Sem título

Você já ouviu falar nesses nomes? Claro que não, mesmo que tenham sido integrantes dos Backstreet Boys, fenômeno de vendas massivo no fim dos anos 90. Você não os conhece porque a dupla saiu antes mesmo da primeira gravação, por "motivos pessoais". Se arrependimento matasse…




Jessica Simpson

jessica-simpson-flag-bikini

A cantora e atriz americana é considerada pé-frio por causa de seu relacionamento com o jogador profissional de futebol americano, Tony Romo. Em todas, veja bem, todas as vezes que Jessica foi ver o então namorado em ação pelos Dallas Cowboys, o time foi derrotado. Tudo bem que Romo é famoso por ser um pouco desastrado, mas com um amuleto desses, não tem jeito de ganhar mesmo.




Chuck Mosley

mosleyphoto

O cantor liderou o Faith No More por uma carreira sólida no underground americano durante anos. Em 1988, deixou a banda e foi substituído por Mike Patton. Adivinhem o que aconteceu? A banda estourou com seu álbum The Real Thing no ano seguinte e deixou todos os seus membros ricos. Que falta de sorte, não?




Pete Best

pb

Baterista original dos Beatles, Best tocou com a banda durante toda a famosa estada do quarteto em Hamburgo, antes da fama. O problema é que ele foi substituído por Ringo Starr antes da primeira gravação do grupo e acabou no escanteio da história como o Beatle que nunca foi. Que sacanagem e quanto azar!




Carlinhos Brown

carli-brown

O mestre dos pé-frios é nosso. Ele cantou no filme Velocidade Máxima 2 (fracasso de bilheteria), foi alvejado com latas e garrafas por fãs do Guns n' Roses (Rock In Rio III), fez a música da Copa para o Brasil neste ano (perdemos para a Holanda), tentou vender canos para a marca Amanco (que só cresceu depois de deixar de usar Brown como garoto-propaganda) e ainda é considerado um dos pivôs da saída de Max Cavalera do Sepultura. É mole?

Adaptado de Virgula

Receba mais em seu e-mail
Topo