Essa situação não é mais novidade para ninguém. Cenas como estas encontramos em diversas partes do mundo e, em grande parte, é tratada com o mesmo descaso que aqui, a mesma insignificância.

Nas ruas de Odessa é possível encontrar crianças de diferentes países: Ucrânia, Rússia, Moldávia, Bielorrússia. "De acordo com estatísticas oficiais, em Odessa tem cerca de 3000 crianças de rua. Mas, na realidade é apenas uma pequena fração do que esta situação realmente é", diz Tatiana Semikop, chefe de polícia criminal da Ucrânia.

Ninguém pode dizer o número exato de crianças de rua vivendo nas ruas da Ucrânia, mas uma coisa é certa – a terceira onda de crianças abandonadas que varre o país. As duas primeiras ocorreram durante a Guerra Civil e a Segunda Guerra Mundial, mas a maioria das crianças tornaram-se desabrigados, porque seus pais morreram.

A maioria dos pais de crianças de rua de hoje estão vivos. É por isso que na Ucrânia hoje existe um novo tipo de crianças de rua, os chamados "Órfãos sociais", neste tipo as crianças de rua encontram a salvação para a agressão dos pais. Em grupos, crianças de rua se estabelecem em porões, sótãos e bueiros de esgoto, onde vivem por suas próprias regras e leis.

Para conseguir comida alguns lavam carros, outros trabalham como porteiros ou fazem reparos. Outros mendigam ou roubam, ou ainda acabam em regime de escravatura sexual. Muitas vezes, o pagamento que recebem é sob a forma de uma garrafa de álcool ou uma dose de drogas. Aqueles que não querem obedecer são forçados.

Infelizmente parece que estamos longe de uma solução para este problema.

1




2




3




4




5




6




7




8




9




10




12




13




14




15




18




19




20




21




22




24




25




27




28




29




30

Adaptado de newsngossips