Carregando...      
Selecione uma categoria »  Curiosidades · Humor · Animes · Games · Filmes · Música · Assustador · Nostalgia · Religião · Adulto +18
Sobre o Minilua Parcerias Mande suas idéias
Aguarde alguns segundos...

128 Simbologia: Infinito #3 

Próxima matéria » + CuriosidadesNota: 10

Todos nós nos deparamos quase que cotidianamente com sinais e símbolos antigos que tem uma grande bagagem histórica e significado para o seu povo, sendo que eles muitas vezes são considerados um verdadeiro legado cultural de uma determinada época.

O fato é que atualmente muito da simbologia existente teve o seu real sentido deturpado e por este motivo iniciamos aqui no Minilua uma série que vai contar histórias, mistérios e origens de alguns dos símbolos mais expressivos da história da humanidade.

 

 

Infinito

01

O símbolo mais difundido na atualidade na forma de tatuagens, utilizado como adornos corporais ou estampa de camiseta, não representa apenas um oito deitado, como nos foi ensinado nas aulas de matemática.

Embora esteja relacionado a questões místicas, o símbolo carrega uma descendência Matemática, o qual foi introduzido por John Wallis, no ano de 1655. Algumas hipóteses afirmam que o lemniscata está relacionada ao fato de o numeral romano CIC, ou 1000 se assemelhar ao símbolo. Entres tantas afirmações, está também a que o símbolo derivou-se da letra grega Ômega. 

O símbolo do Infinito, ou  lemniscata traz consigo um amplo significado. A cobra se devorando é datada de 1600 a.C., no Egito Antigo. Após, foi vista na sociedade grega que a denominou Ouroboros que quer dizer: οὐρά (oura) significa “cauda” e βόρος (boros), que significa “devora”,ou seja, “aquele de devora sua própria cauda”.

02

O lemniscata está ligado diretamente ao misticismo, pois significa a ausência de princípio nem fim, um instante de plenitude, também faz referência à chegada a um destino, onde tudo recomeça. O lemniscata é uma figura geométrica com formato helicoidal, que busca representar o equilíbrio dinâmico e rítmico entre dois polos diferentes.

De origem celta e asteca, representava a antiga alquimia na Idade Média, no qual, o símbolo continha por uma serpente ou um dragão mordendo o próprio rabo, devorando-se, era denominado Ouroborus, onde tinha-se a ideia de unir o inconsciente ao consciente.

O gnosticismo adotou esse símbolo desenhado de forma circular, mas com a mesma perspectiva, ou seja, a serpente ou o dragão se auto devoram, o que também pode significar a autodestruição ou um ciclo eterno de renovação, pelo fato de estar se alimentando de sua própria cauda para sobreviver.

Pode assemelhar-se ao Yin-yang por simbolizar a união dos opostos, sendo nesse contexto traduzido como metade luz, metade escuridão.

 

Ouroboros_dragon2

 

 

 

Me adicione no facebook:http://www.facebook.com/adrianosaadehminilua

 

Não esqueça de avaliar SEMPRE. O que você achou desta matéria?
     Não gostei Sim, gostei        
Leia as outras partes desta série:

Ver todas desta série

Publicado em 16 de novembro de 2012 (2 anos atrás)

Próxima matéria » + CuriosidadesNota: 10

Publicado em 16 de novembro de 2012 (2 anos atrás) por Adriano Saadeh em "Curiosidades". Encontrou um erro? Clique aqui. Editar
Reaja! Comente!  





Iniciando...