Carregando...      
Selecione uma categoria »  Curiosidades · Humor · Animes · Games · Filmes · Música · Assustador · Nostalgia · Religião · Adulto +18
Sobre o Minilua Parcerias Contato
Aguarde alguns segundos...

171 O pânico do “terror noturno”

Próxima matéria » + CuriosidadesNota: 10

220px-Thomas_Burke_The_Nightmare_engraving

Anteriormente falamos de um distúrbio conhecido como “Paralisia do sono”, hoje falaremos um pouco de outro distúrbio também conhecido por mutas pessoas, o “terror noturno”.

Grande parte das pessoas já teve pelo menos um pesadelo em sua vida, porém existe um tipo raro chamado de “Pavor Nocturnus” (terror noturno) que é um severo distúrbio que causa “ataques de terror agudo em um sono profundo sem sonhos”. Vem acompanhado por “violentos movimentos corporais, agitação extrema, gritos, gemidos, falta de ar, suor, confusão, e em alguns casos, fuga da cama ou do quarto, comportamento destrutivo e agressão dirigida a objetos ou contra eles mesmos ou outras pessoas”.

Este distúrbio ocorre durante o sono não-REM, normalmente cerca de uma hora após a pessoa ir para a cama e pode ocorrer em qualquer lugar com duração de cinco a vinte minutos e “seu olhos podem se abrir”.

A pessoa normalmente não se lembra de nada. As causas ainda são desconhecidas, porém acredita-se que fatores como estresse, conflitos e ansiedade podem influenciar e, em crianças,  eventos traumáticos e distúrbios emocionais podem ser os grandes causadores.

Vale ressaltar que terror noturno e pesadelos não são a mesma coisa. O pesadelo pode ser lembrado facilmente, no caso do terror noturno não há memória alguma do ocorrido, além de causar confusão mental e desorientação, sonambulismo e outros fenômenos.

No entanto, este distúrbio pode ser “influenciado por qualquer coisa que prolongue ou intensifique o sono, tais como mudanças abruptas no rítmo sono-despertar”. Algumas vezes ocorrem em pessoas que tomam antidepressivos e param repentinamente.

Algumas teorias sugerem que o terror noturno seja causado por “uma imaturidade do sistema nervoso”, porém nada foi comprovado.

Ocorrem com mais frequência entre crianças do sexo masculino, mas desaparecem subitamente após algumas ocorrências.

Em adultos a frequência de ocorrências aumenta, de uma à várias vezes por semana e para desaparecer somente com tratamento.

E você já passou por isso?

 

Adaptado de cerebromente

Não esqueça de avaliar SEMPRE. O que você achou desta matéria?
Não gostei Sim, gostei

Publicado em 17 de maio de 2012 (2 anos atrás)

Próxima matéria » + CuriosidadesNota: 10

Publicado em 17 de maio de 2012 (2 anos atrás) por Gerusa Luiz em "Curiosidades". Encontrou um erro? Clique aqui. Editar
Reaja! Comente!  





Iniciando...