Profissionais da área da saúde se deparam com indivíduos, que, ao praticarem o auto-erotismo, acabam se distraindo e deixando “cair pra dentro” os mais diversos materiais, dando as desculpas mais esfarrapadas possíveis para o curioso acidente.

Por incrível que pareça, essas imagens são reais e casos como este acontecem no mínimo uma vez por mês nos hospitais.

“Morro e não vejo tudo, nem doando as córneas umas três vezes”




Veja se você consegue identificar:

carinho de brinquedo




cartucho de munição




chave




cimento




copo




frasco de perfume




lanterna




pote de vidro




vibrador e pega saladas