No Sul da Cidade do México, região rural de Xochilmilco, existe uma ilha com várias árvores cheias de bonecas penduradas que possui uma história um tanto quanto macabra.

5058675344_b24ed96bc8

Tudo começou em 1952, quando uma garotinha deixou sua querida boneca cair em um rio da região, infelizmente, quando tentou pega-la, a menininha escorregou e morreu afogada. A cidade é pequena, por isso, todos conheciam a garotinha e sua família.O luto foi enorme.

Um tempo se passou, e muitos moradores que viviam perto do local do acidente começaram a 5escutar choros de crianças. Foi então que um desses moradores, Julián Santana Barrera, entendeu nos murmúrios alguma coisa do tipo: “minha boneca”. A garota havia morrido, mas sua alma, infelizmente, ainda habitava o local.

Ao ouvir isso, Julián viu uma boneca flutuando na água próxima a ele, e então ele decidiu pendurá-la em uma árvore, foi então que a voz lamentosa parou de soar durante a noite e os moradores conseguiram uma noite de sono tranquila.

Barrera, então, transformou o lugar em um pequeno santuário, a fim de dar paz pobre menina, e ainda pendurou outras bonecas que encontrava, algumas não possuíam algumas partes do corpo, o que tornou o local ainda mais assustador.

01

Quando depois de um tempo, as vozes da menina voltaram a ecoar pelo vilarejo, como toda criança, ela havia enjoado das bonecas que estavam penduradas e queria mais.
Todos os moradores decidiram, então, colocar uma nova boneca no local de tempos em tempos.
Cinquenta anos após a tragédia, Julián falece, ou melhor, morre afogado, igualmente menininha.

Dizem que, após sua morte, não se ouviram mais vozes ou choros, mas mesmo assim a tradição continuou e, depois de tudo isso, o lugar ficou conhecido como Ilha das Bonecas, e, até hoje, recebe cerca de 40 turistas por dia.




Esperamos nunca precisar pendurar uma boneca em uma árvore, não é mesmo?